Retrospectiva 2017 – e-Sports

Esse ano Heroes of the Storm deu passos importantes para um caminho sólido no e-Sports mundial. O novo formato da HGC melhorou a competitividade das Major Regions, porém ainda precisamos de mais atenção nas minor regions como aqui no cenário LATAM. Mesmo assim, podemos ver que é evidente que o cenário também cresceu e mostrou sinais de reação.

Com uma tabela de “pontos corridos” nas regiões do EU, NA, KR e CH, os times conseguiram se manter muito melhor financeiramente e tecnicamente. Os 4 torneios que tivemos nesse ano para unir as regiões tiveram partidas emocionantes e bem equilibradas.

Já na primeira temporada, tivemos pela primeira vez na história da Copa América, um time da região norte se sagrando campeã, com o título da Infamous. No Western Clash, também vimos a Dignitas brilhar contra Fnatic em uma composição de Suturino + Tyrande solo healer, ousando e erguendo a primeira taça do ano.

Ainda pudemos acompanhar a entrada de organizações tradicionais do cenário LATAM entrando em Heroes of the Storm. Tivemos Red Canids, Black Dragons, Encore, Neo Blue entre outras.

No meio do ano, vimos a Fnatic espantar a “criptonita” Dignitas, fazendo uma virada incrível pra cima dos seus rivais com uma composição global e espantando o fantasma do vice, que assombrava os suecos. Isso deu confiança ao time, que ainda ganhou o segundo Western Clash do ano.

A temporada de encerramento não poderia ser mais emocionante. Pela primeira vez aqui no continente, o time da Red Canids perdeu uma série completa, na final dos vencedores contra 6Sense sendo jogado para a lower bracket. Se você achava que isso abalaria o time, estava enganado. Atropelaram seus algozes na final, garantindo a vaga LATAM para a Blizzcon. No oriente, um tal de Rich voltava com tudo, espantando a Coréia com uma sequência de jogos invictos para MVP Black desde o seu retorno. E na europa, Fnatic parecia fazer uma classificação extremamente tranquila.

A ultima competição mundial do ano não poderia ser melhor. Vimos pela primeira vez um time Brasileiro ganhar de uma major region, onde a Red Canids quase aprontou pra cima da Roll 20 e-Sports, abrindo a série com vitória, porém levando a virada nos dois jogos seguintes. Na final, o encontro dos dois melhores times do momento, para a hora da verdade: A poderosa Fnatic, encontrou a MVP Black liderada por Rich. Os coreanos foram muito sólidos, fechando a final por 3×1 e se sagraram campeões da Blizzcon, levando o troféu do torneio pelo segundo ano consecutivo para o seu país (em 2016, a L5/Ballistix foi campeã).

O resultado da nossa enquete com os melhores momentos, você confere abaixo!

Esperamos uma evolução ainda maior no cenário competitivo em 2018 e também uma maior atenção nas minor regions. LATAM e Oceania já mostraram que tem talento, só falta um pouco mais de carinho para serem bem lapidados!

Amanhã vai rolar um sorteio de final de ano. Fiquem ligados na página para saber dos detalhes!

Nuno

Um tank que gosta de se aventurar como suporte. Apesar de ser um NoobAssassin curte as magias das trevas de Gul'Dan, mas é main mesmo de Murky. Um eterno aprendiz no Nexus que está a espera novidades em Tristam e por vezes gosta de "Noobar" um pouco no Overwatch.

Hide Offer Show Offer