[Gamescom 2017 ]Detalhes sobre as entrevistas de Alan Dabiri!

E aí galerinha, tudo tranquilo?

Bom, dando uma vasculhada no Reddit, me deparei com uma postagem do usuário Tbkzord. Ele reuniu todos os detalhes sobre as entrevistas que Alan Dabiri fez durante a Gamescom. Decidimos traduzir o conteúdo pra vocês, pois temos informações bem relevantes do futuro de Heroes of the Storm!

Quem quiser ver o post original, basta clicar aqui.

Entrevista para o MFPallytime

Reworks

  • Alguns reworks são reativos e podem ser implementados mais rapidamente. Caso não tenham muitas opções de Tank, ou Suportes viáveis, eles podem acelerar o processo de rework para trazer esses heróis antes.
  • Outros podem ser bem demorados e podem demorar meses pela diversidade e proposta que eles desejam trazer com esse rework.
  • O item que está no topo da lista para determinar um rework é o herói ser mono-build (ter apenas um talento viável por nível sempre, sem variações). Eles não querem destruir uma boa combinação de talentos daquele herói, mas sim permitir que outros estilos de jogo possam surgir também.
  • É muito raro fazer uma mudança de balanceamento olhando para apenas um ponto. Normalmente eles observam o feedback dos jogadores, números, tempo em que a mudança entrou no ar, cenário profissional, entre outros.
  • Há uma chance de Tyrael estar na lista para ganhar um rework em certo ponto.

Heróis

  • Eles aumentaram a habilidade de alguns magos, para tentar equilibrá-los no meta e torná-los recompensadores quando bem executados.
  • Malthael era um dos heróis que eles mais estavam ansiosos para trabalhar e, talvez agora com seu lançamento, eles irão olhar para um herói “legal” de StarCraft.
  • Eles se sentem bem liberando alguns heróis como Kel’Thuzad e Medivh, onde eles acreditam que os níveis de WinRate serão baixos para os jogadores menos habilidosos, mas muito poderosos nas mãos de grandes jogadores.
  • Alan comentou que também está satisfeito com heróis onde o pico de WinRate estão para jogadores menos habilidosos, reduzindo o seu potencial quando esse herói estiver em uma partida com jogadores habilidosos.
  • A equipe quer um percentual elevado de heróis viáveis no competitivo, mas estão de acordo com nem todos heróis entrarem pro meta.
  • Eles irão implementar mais heróis únicos e loucos como Cho’Gall, mas precisam pensar bem nesses heróis, para fazê-los corretamente e não só por ser um “herói maluco e diferente”.
  • Atualmente, não há interesse em transformar nenhum herói atual em multi-classe.
  • Mas sim, eles estarão trazendo mais heróis multi-classe.

Demais Informações

  • Um visual para Valira será implementado em breve!
  • Estão trabalhando no Pacote de Locutor do Alarak.
  • Eles gostariam que o MVP fosse recompensador, motivando mais o sistema.
  • Hanamura deve demorar um pouco mais de tempo para voltar à ativa.
  • Estão trabalhando no momento em um sistema para fazer melhorias e levá-lo ao seu nível de habilidade mais rápido.
  • Eles pensam em adicionar efeitos visuais para heróis que completam missões importantes, como Jaina brilhando quando completar a missão da sua passiva, ou o Cutelo do açougueiro brilhando ao completar a sua missão de passiva, etc…
  • Informação extra: Alan Dabiri joga  geralmente de Tank ou Suporte! \o/

Entrevista para o BlizzPlanet

  • Chegando perto do 70º herói, eles estão chegando a um ponto onde vão começar a pensar em trazer heróis com uma frequência um pouco menor.
  • Ele fala que não são apenas os lançamentos de heróis que estão mudando o jogo e trazendo novidades. Existem reworks, conteúdos extras, melhorias e novidades que são implementadas em uma frequência grande.
  • Completando, ele sente que em lançamentos de heróis com o Kel’Thuzad, onde tiveram 4 reworks importantes, esses foram ofuscados pela chegada do ArchLich.
  • A ideia é trazer a mesma quantidade de conteúdo, ou talvez até mais, mas de forma mais distribuída.
  • O prazo de lançamento de heróis apertado pode, inclusive, tornar o jogo mais cansativo, pois muitas mudanças podem ficar ofuscadas.
  • Um ponto legal do atual tempo de lançamento é que o meta está sempre em constante mudança, mantendo o jogo “fresco”. Mas eles sentem que podem ir além disso com esse período maior entre os lançamentos.
  • Concluindo, Alan fala que lançando um herói ali, depois um mapa no patch sequente, alguns reworks no próximo, uma mudança em um mapa no outro, dando “respiro” entre as implementações de heróis.

Perguntas e Respostas pelo Twitter

  • O novo sistema de classes dos heróis é uma boa ideia e chegará em algum ponto do futuro.
  • Um novo visual do Greymane irá chegar em breve!
  • No próximo ano devem acontecer mais eventos novos.

E aí, o que vocês acharam das informações?

Nuno

Um tank que gosta de se aventurar como suporte. Apesar de ser um NoobAssassin curte as magias das trevas de Gul'Dan, mas é main mesmo de Murky. Um eterno aprendiz no Nexus que está a espera novidades em Tristam e por vezes gosta de "Noobar" um pouco no Overwatch.

  • Reinaldo

    chuto que o heróis “Legal” de Sc q deve receber o Rework vai ser o Raynor e que a skin do Greymane vai ser a dele pirata que o Spray já sugeriu

    • Nuno Krummenauer

      Acho que eles falaram no sentido de lançamento do herói. Tipo, um herói que eles estavam empolgados para lançar era o Malthael. Agora eles querem lançar um herói “Legal” de SC.

      Mas sim, já anunciaram antes que o Raynor vai receber um rework. Tá precisando mesmo!

  • Marcos Vinicius Alves

    Acho que deveriam dar mais atenção a skins, igual acontece no lol a cada 15 dias tem várias e várias novas skins, no hots é bem menos frequente =/

    • Nuno Krummenauer

      Com o 2.0, tem aumentado um pouco a frequência das skins. Principalmente para a Li-Ming! hahahaha 😛

  • Andre Damata

    O Raynor já forte e extremamente fácil de jogar, e o meu medo é ele ficar op demais pela simplicidade e pelo quite que já o acompanha.

Hide Offer Show Offer